Acompanhe ao vivo, clicando aqui.

Convidados

CINEASTA
FERNANDO
MEIRELLES
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon

Diretor de cena, produtor e co-fundador da O2 Filmes, Fernando Meirelles dirigiu o filme Cidade de Deus, lançado em 2002 e nomeado a 4 Oscars, incluindo o de melhor diretor. Também foi nomeado para o Globo de Ouro e o BAFTA Awards, por melhor direção, em 2005, por seu filme “O Jardineiro Fiel”, que conquistou o Oscar de melhor atriz coadjuvante, para Rachel Wesz. Fernando também dirigiu a adaptação de “Ensaio sobre a cegueira”, de José Saramago, em 2008, e o filme “360”, em 2011.
Foi um dos diretores criativos da cerimônia de abertura das Olimpíadas Rio 2016 e seu mais recente projeto, o longa-metragem “Dois Papas”, foi lançado no ano passado pela Netflix.

RODRIGO
SANTORO
ATOR
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
Foto: Márcio Alves

Rodrigo Santoro estreou na televisão em 1994 na telenovela “Olho por Olho”, mas o sucesso veio com “Explode Coração” em 1995, “Hilda Furacão” em 1998 e “Mulheres Apaixonadas” em 2003. O ator também já trabalhou no teatro, mas passou a investir no cinema. 
Em 2001 atuou no filme “Bicho de Sete Cabeças”, premiado em festivais do Recife, Brasília e Rio de Janeiro. Em 2002, recebeu indicação do Globo de Ouro pela atuação em “Abril Despedaçado”, de Walter Salles. Em 2003, foi elogiado pela atuação no filme "Carandiru", onde interpretou um personagem que lhe rendeu o prêmio de Revelação Masculina no Festival de Cannes. Em 2012, atuou em "Heleno", no qual viveu o ídolo do clube carioca Botafogo na década de 40. Este trabalho rendeu a Rodrigo o título de Melhor Ator, no Festival de Havana.
Participou também dos seriados “Lost” e “Westworld” e de longas internacionais como “Love Actually”, “Che”, “The 33”, “Project Power” entre tantos outros.
Este ano, foi convidado a fazer parte do elenco da 5ª temporada da série “Sessão de Terapia”, no papel de Davi Greco, o novo terapeuta de Caio Barone, terapeuta protagonista vivido por Selton Melo, também diretor da atração.

DENISE
FRAGA
ATRIZ
JOEL
BIRMAN
PSICANALISTA

Joel Birman é médico formado pela UFRJ, mestre em Filosofia pela PUC-RJ, mestre em Saúde Coletiva pela UERJ e doutor em Filosofia pela USP. Realizou seu Pós-Doutorado no Laboratoire de Psichopathologie Fundamentale et Psychanalyse da Université Paris VII, na França. Desde 1991 é professor titular na UFRJ, leciona no programa de pós-graduação em Teoria Psicanalítica. Desde 1986 é professor adjunto do Instituto de Medicina Social da UERJ, atuando no mestrado e doutorado em Saúde Coletiva. Foi professor convidado da Université de Poitiers (2005-2006) e da Université Paris VII (2014). É pesquisador no Collège International de Philosophie e na Université Paris VII; além de bolsista nível 1-A do CNPq.
É autor de livros como Arquivos do Mal-estar e da Resistência, Mal-estar na Atualidade e O Sujeito na Contemporaneidade: Espaço, Dor e Desalento na Atualidade, entre muitos outros, e colabora constantemente em publicações especializadas.
Atua principalmente nos seguintes temas: psicanálise, história e filosofia das ciências e da saúde, feminilidade e sujeito.

VLADIMIR
SAFATLE
FILÓSOFO
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
Foto: Werner Amann

Filósofo, escritor e músico brasileiro nascido no Chile, Vladimir Safatle é professor no Departamento de Filosofia da USP desde 2003, sendo professor titular desde 2019, além de professor convidado e pesquisador em outras universidades e instituições europeias, africanas e americanas como Paris VII, Paris VIII, Toulouse, Louvain, Stellenboch Institute of Advanced Studies/Africa do Sul, Essex, Berkeley.
Vladimir é também compositor, tendo composto trilhas sonoras para peças de teatro como Leite Derramado e Caesar, ambas de Roberto Alvim. Pela última, recebeu o Prêmio Aplauso de 2015 por Melhor Trilha Sonora Original. Em 2019, lançou, juntamente com a cantora Fabiana Lian, o álbum Músicas de Superfície, com peças para piano e voz compostas entre 1994 e 1998.
Entre 2010 e 2019, foi colunista semanal do jornal Folha de S. Paulo, quando notabilizou-se ao grande público. Atua constantemente em programas televisivos, tendo sido comentarista político do Jornal da Cultura por quatro anos.
Com artigos traduzidos em inglês, francês, japonês, espanhol, sueco, catalão e alemão, suas publicações versam sobre psicanálise, teoria do reconhecimento, filosofia da música, filosofia francesa contemporânea e reflexão sobre a tradição dialética pós-hegeliana. Publicou Grande Hotel Abismo – para uma reconstrução da teoria do reconhecimento, O dever e seus impasses, A esquerda que não teme dizer seu nome, Cinismo e falência da crítica, Lacan e A paixão do negativo: Lacan e a dialética.

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
Foto: Willy Biondani

É atriz, comediante, produtora e cronista. Atua em teatro, cinema e televisão. Seu primeiro trabalho na carreira artística foi em 1986 no filme Com Licença, Eu Vou à Luta e, no ano seguinte, estreou na televisão como Amália na telenovela Bambolê. Durante a década de 1990, participou de obras como Barriga de Aluguel, A, E, I, O... Urca, TV Pirata, Éramos Seis, Sangue do Meu Sangue, entre outros.
Em 1999, teve papel em destaque no filme Por Trás do Pano, pelo qual foi reconhecida com os prêmios de melhor atriz no Festival de Gramado, Festival de Havana e no Grande Prêmio Cinema Brasil. No ano seguinte, integrou o elenco do Fantástico da Rede Globo, no qual permaneceu por oito anos seguidos. Durante este período, a atriz participou do quadro Retrato Falado, onde retratava pessoas comuns em situações inusitadas, e também do quadro Copas de Mel em 2002 e 2006. Desde então, até 2007, a atriz participou de várias outras séries da revista eletrônica como Álbum de Casamento, Fazendo História, entre outros.

MARIA 
HOMEM
PSICANALISTA
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Twitter
GILBERTO
GIL
MÚSICO
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
Foto: Gérald Giaume

Psicanalista. Pesquisadora do Núcleo Diversitas FFLCH/USP e professora da FAAP. Pós-graduação em Psicanálise e Estética pela Universidade de Paris VIII / Collège International de Philosophie e Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Autora de “Coisa de menina?”, "No limiar do silêncio e da letra", entre outros.

PSICANALISTA
VERA
IACONELLI

Cantor, compositor, multi-instrumentista, produtor musical e político brasileiro, Gilberto Gil foi um dos criadores do Movimento Tropicalista nos anos 60 e é autor de inúmeras músicas consagradas como “Procissão”, “Domingo no Parque” e “Aquele Abraço”.
É conhecido por sua contribuição na música brasileira e por ser vencedor de prêmios Grammys Americano, Grammy Latino e galardoado pelo governo francês com a Ordem Nacional do Mérito (1997) e pelo governo português com o título de Grã-Cruz. Em 1999, foi nomeado "Artista pela Paz", pela UNESCO.
Gil foi também embaixador da ONU para agricultura e alimentação e ministro da Cultura do Brasil (2003–2008). Em mais de cinquenta álbuns lançados, ele incorpora a gama eclética de suas influências, incluindo o baião, o funk, o rock, o afoxé, o samba, o reggae, o pop e a bossa nova.

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon

Psicanalista, mestre e doutora em Psicologia pela USP, membro do Instituto Sedes Sapientiae e membro de Escola do Forum do Campo Lacaniano SP

Diretora do Instituto Gerar de Psicanálise, Autora de “Mal-estar na maternidade” (Annablume, 2015), “Criar filhos no século XXI” (Contexto, 2019) organizadora da Coleção Psicanálise & Parentalidade (Autêntica/Cult, 2020, 5 volumes), conselheira consultiva do Educamídia, colunista da Folha de São Paulo.

 
Apresentação

A semana, um festival

A Semana da Cultura Psi une arte e cultura ao conhecimento sobre a mente humana, para que possamos compartilhar informações sobre uma cultura que seja cada vez mais aberta ao cuidado com o nosso mundo interno.

A arte é, em si, uma ponte que facilita a reflexão e o contato com nosso lado humano. É, portanto, capaz de proporcionar um ponto de inflexão entre os conhecimentos científicos acerca do nosso psiquismo e os saberes que
povoam a nossa cultura.

A Semana da Cultura Psi apresenta, em um evento gratuito, uma visão de mundo baseada na ideia de que se nós estivermos mais abertos ao debate sobre a nossa saúde mental, então a nossa sociedade será mais capaz de produzir uma vida com maior bem-estar psíquico e emocional para todos.

Idealizada originalmente como o Festival da Cultura Psi, a Semana da Cultura Psi nasce como a solução online para que o evento não precisasse esperar 2021 para acontecer .

 

Programação

Dia 19 de outubro, às 18h
Dois Papas e os desdobramentos da culpa
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
Convidados:
Fernando Meirelles e Joel Birman
Via redes da Unibes Cultural e Relações Simplificadas
Dia 20 de outubro, às 18h
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
Convidados:
Rodrigo Santoro e Vladimir Safatle
Heleno: a loucura para além do preconceito
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
Foto: Werner Amann
Foto: Márcio Alves
Dia 21 de outubro, às 18h
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
Convidados:
Denise Fraga e Maria Homem
Horas em casa: saúde mental na pandemia
Foto: Willy Biondani
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Twitter
Dia 22 de outubro, às 18h
Andar com fé: a construção de uma cultura psi
Convidados:
Gilberto Gil e Vera Iaconelli
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
Foto: Gérald Giaume
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
maxresdefault.jpg

Obras

DOIS PAPAS

Dois Papas (em inglês: The Two Popes) é um filme de 2019, dirigido por Fernando Meirelles e com produção e elenco de diversos países, incluindo Brasil, Itália, Argentina, Inglaterra e Estados Unidos. O roteiro baseia-se em peça teatral intitulada The Pope, de Anthony McCarten. 
Dois Papas fez sua estréia no Festival de Cinema de Telluride em 31 de agosto de 2019. Nos Estados Unidos estreou em 27 de novembro de 2019, no Reino Unido em 29 de novembro de 2019, e em streaming digital em 20 de dezembro de 2019, por meio da plataforma Netflix.
A revista Variety descreveu Dois Papas como “um sucesso inesperado” em sua estréia no festival de Telluride, elogiando a atuação de Jonathan Pryce e Sir Anthony Hopkins. No portal de críticas Rotten Tomatoes, a taxa de aprovação do filme, com base em 32 críticas, é de 91% com uma pontuação média de 7,84 / 10. No site Metacritic, o filme tem uma avaliação ponderada de 83 em 100, com base na opinião de 8 críticos, o que sinaliza "aclamação universal".

Elenco: Anthony Hopkins (Papa Bento XVI), Jonathan Pryce (Cardeal Jorge Mario Bergoglio), Juan Minujín (Jorge Mario Bergoglio jovem), Sidney Cole (Cardeal Peter Turkson), Lisandro Fiks (Padre Franz Jalics), Thomas D. Williams (Jornalista americano), Maria Ucedo (Esther Ballestrine).

*Não exibiremos o filme. Para ver Dois Papas, clique aqui.
HELENO

Heleno é um filme brasileiro lançado em 2012, com direção de José Henrique Fonseca,  roteiro por Felipe Bragança, Fernando Castets e Henrique Fonseca. É um drama biográfico sobre a vida e carreira do antigo jogador de futebol Heleno de Freitas. Foi baseado no livro Nunca Houve um Homem como Heleno, de Marcos Eduardo Neves. Produzido e protagonizado por Rodrigo Santoro, o filme estreou no Festival de Toronto em 2011.
Heleno de Freitas foi jogador do Botafogo de Futebol e Regatas, clube de futebol do Rio de Janeiro na década de 1940. Na época era considerado temperamental (tinha o apelido de "Gilda", de um filme de Rita Hayworth) e vivia tendo atritos com seu companheiros de time. Fora dos campos, levava uma vida boêmia, frequentando clubes e boates, sendo visto com várias mulheres, fumando compulsivamente e se viciando em éter e comprimidos.

Elenco: Rodrigo Santoro (Heleno de Freitas), Alinne Moraes (Silvia), Angie Cepeda (Diamantina), Othon Bastos (Carlito Rocha), Erom Cordeiro (Alberto), Herson Capri (médico), Orã Figueiredo (Bezerra), Maurício Tizumba (Jorge), Priscila Assum (Edith).

*Não exibiremos o filme. Para ver Heleno, clique aqui.
HORAS EM CASA

O canal 'Eu de Você' é, como eles mesmos descrevem em sua página no YouTube: "uma peça de teatro que transbordou do palco e virou também um canal. Na série "Horas em Casa", histórias e sentimentos de quarentena atravessam a atriz Denise Fraga, expandindo os limites do confinamento e estabelecendo pontes entre pessoas e realidades diversas. Afinal, a arte nos une mesmo em isolamento."

Com produção da Café Royal e disponível no canal no Youtube Eu de Você, a série conta com episódios semanais de curta duração, de 8 a 12 minutos. Até o momento, já foram publicados 18 iterações, que podem ser vistas sem que se estabeleça uma ordem específica de visualização.

Por meio da arte, Denise Fraga e Luiz Villaça visam, além de mostrar ao público a tragédia de ter de se trancar em casa, ajudá-los a enfrentar esse período turbulento, novo na história da humanidade, com criatividade, humor e leveza.

ANDAR COM FÉ
maxresdefault.jpg

Andar com fé é uma música lançada em 1982 por Gilberto Gil. Faz parte do disco Um Banda Um, do mesmo ano. Influenciado por ritmos jamaicanos em Nova Iorque, o cantor produziu um álbum que buscava aproximar as duas culturas. Foi produzido por Liminha (assim como o álbum anterior, Luar), sendo gravado entre junho e julho de 1982 pela gravadora Warner. As canções mais famosas do disco são Drão, Andar com Fé e Esotérico, todas sendo muito influenciadas pelo estilo reggae.

Na comemoração de seus 78 anos, Gil, juntamente a cantores e amigos, regravaram a canção "Andar com Fé" em um vídeo compartilhado pelo próprio músico. Nas cenas, diversos nomes como Chico Buarque, Caetano Veloso, Marisa Monte, Alcione, Djavan, Milton Nascimento, Lenine, Preta Gil, Silva, Ivete Sangalo, Iza, Emicida, Lulu Santos, entre outros, gravaram trechos da música icônica.

 
 

Realização

Relações_Simplificadas.png

Patrocínio

LOGO_CMYK_NOVAMARCA.gif

Apoio

  • Branca ícone do YouTube
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Twitter Icon
  • SoundCloud - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco

Junte-se a nossa lista de emails e não perca nossas novidades!